domingo, 24 de junho de 2012

Barbies Benditas

E depois de muito tempo, consegui finalmente postar o vídeo que ficou em segundo lugar no concurso de cidadania na semana de leitura. Mostrando que preservar a natureza também é um gesto de cidadania. Com vocês, Barbies Benditas (uma paródia do vídeos Pôneis Malditos):



Por Ariel M., Alice A. e Daniela R.

domingo, 20 de maio de 2012

Não me deixo abater

É interessante como algumas pessoas conseguem ser tão maldosas ou simplesmente burras. Quando escrevemos textos, não é para fazer alguém chorar ou rir, é para expressarmos o que sentimos naquele momento do jeito que gostamos, escrevendo. Se o que eu escrevo não te agrada, realmente não ERA para te agradar. Se você não gosta, não leia. Mas se ri com eles, leia e divirta-se, afinal rir é muito bom. Coloco meus textos no blog não na intenção de conseguir acessos ou fazer um blog famoso, mas arquivar minha adolescência, o que eu sentia quando escrevi cada texto. E tenho alguns amigos que gostam de ler, mesmo que seja um poema ridículo e mal feito, ele expressava o meu momento.
Gosto de teatro, não porque quero ir para a Globo ou ser famosa, mas porque é divertido. É lindo quando faço uma criança sorrir, ou quando uma pessoa que não consegue me escutar, vê um gesto e fica feliz. Eu e meu grupo de teatro levamos alegria, tiramos a rotina de sempre e colocamos um pouco de diversão. Posso não ser uma boa atriz na opinião de algumas pessoas, mas só de ver alguém sorrindo quando me vê pintada com carinha de palhaça, sinto uma alegria tão grande que dou o meu melhor. E assim, por mérito que o grupo conquistou, vamos à Florianópolis, ao II Fórum Mundial de Educação Profissional e Tecnologia para apresentar nosso espetáculo e coletar muitos sorrisos.
Até que tiro notas boas na escola, ainda mais sendo o IF! Estudo puxado o dia inteiro, matérias diferentes. Ainda tenho notas altas, no mínimo em cima de média. Alguns feitos matemáticos, quase publiquei um livro. Não posso me chamar de burra no sentido de ensino. Aliás, posso não ser boa em nada do que faço, mas ganho muito com isso. Viagens, prêmios, amigos queridos.
Sei que existem pessoas que não gostam de mim, mas sei de muitas outras que gostam, e é por essas que gostam de mim que eu tento dar o meu melhor. As críticas virão. As que virão para o meu bem, irei absorver e melhorar. Mas nunca ficarei magoada, ou mesmo chateada com palavras sem importância vindo de pessoas que não merecem atenção. Se eu sou tão ridícula para alguém, tente esse alguém ser melhor que eu, porque com certeza tentando me colocar para baixo só mostra o quão mais baixo que eu esse alguém é.
E, ah! Eu me acho muito inteligente, ótima atriz e amo cada palavra que escrevo. Eu me amo!

                                                      Ariel Miranda.

quinta-feira, 17 de maio de 2012

Te Has Ido...

No trabalho de espanhol do primeiro bimestre, eu e Alice Andrade fizemos um vídeo com a música Estoy Aqui - Shakira. Uma filmagem com bonecas Barbie e Ken mostrando o conteúdo da música. E, puxa! Quanto trabalho tivemos para filmar e editar. Então, decidi postar aqui no blog o nosso vídeo. Espero que curtam.

                                            Ariel Miranda.

quarta-feira, 16 de maio de 2012

Poema: X

Cansei de achar o X
Vou pesquisar o A
Quero amor
E alguém para amar
E chegar
Não só mandar
Mensagens anônimas
Com carinhas risonhas
Coisa fofa
Que não me deixe bolada
Nem magoada
Por não conseguir
Sem nem mesmo tentar ir
Onde você está,
Não te encontrar
E deixar ficar
Como água da chuva
Que cai
E se vai.

                                    -A.M.

Uma mensagem

UMA MENSAGEM!!!

...Ah! É sua Alice.











-A.M.

sexta-feira, 11 de maio de 2012

Poema: Catalisador de Sonhos

Quando estiver mal
Escute-me e vá dormir
Darei-lhe um sonho quase real
Farei sua tristeza sumir.

Serei seu anjinho da guarda
Deite-se e pense no que gostaria de viver
Baterei as asas de fada
E então espere o que irá acontecer.

O melhor sonho
Um personagem encantado
Talvez você acabe com o pior monstro
Ou voe com um pó mágico.

As aventuras não acabarão
E você estará sempre a sorrir
Para mudar, pegue minha mão
E uma nova luz irá surgir.

Ao fim, não enlouqueça
Tenha calma ao acordar
Catalisarei seu sonho com certeza
E você sempre irá se lembrar.


                                                          Ariel Miranda.

quinta-feira, 10 de maio de 2012